A Moda e a China: A Combinação do Tudo ao Mesmo Tempo…

Desde que morei na Irlanda, não me importo com o que as pessoas vestem. Quero dizer, lembro-me que ia ao Centra e sempre encontrava uma galera com suas calças de pijama comprados na Penney’s (ou Primark… Ainda não descobri porque só na Irlanda mudaram o nome da loja) e suas botas UGGs (ou, pior, as imitações). Ou quando caminhava pela Grafton Street e encontrava as patricinhas irlandesas com seus moletons Juicy Couture e botas UGGs (originais), o que fornecia o mesmo visual “pijama” com o custo singelo de aproximadamente EUR 500,00. Quando se vê isso todos os dias, o termo “moda” se torna algo completamente subjetivo e relativo.

Acredito, honestamente, que moda seja algo relacionado ao estilo pessoal de cada um. Não me sinto confortável saindo com pijama no meio da rua, mas também não preciso usar Chanel, carregar uma Birkin e vestir Louboutin (#sonhodeconsumo!) porque (01) não tenho dinheiro para pagar tudo isso e (02) porque acho que poucas pessoas conseguem carregar um visual tão cheio de marcas e não parecer fashion victim e brega. Sou o tipo de pessoa adepta ao highstreet fashion, com suas peças modernas com preços acessíveis, a peças de roupas compradas em feirinhas e algumas peças de roupa (ou sapato) mais caras que possa ter no meu guarda-roupa. Demorei em entender o tal colour blocking (e só o entendi quando a moda havia passado) e acredito que a pessoa tem que, além de respeitar seu corpo e estilo, respeitar seu bolso. Para mim, uma leiga, a moda se resume a isso.

Como “viajeira” (desculpem-me aqueles que amam o texto “Namore uma Garota que Viaja”, mas, para mim, vestir-se bem e gostar de fazer compras são ações independentes de gostar de viajar), minha mala é compacta e seu conteúdo depende de onde vou. Se visito uma cidade como Hong Kong, por exemplo, vou levar peças de roupas confortáveis que possa combinar com muitas coisas (por exemplo, bermuda jeans) ou vestidos. Nos pés, embora por muitos anos as minhas tão amadas Havaianas tenham sido companheiras inseparáveis, prefiro, hoje, um par de sapatos confortáveis (mocassim ou keds) nos quais coloco saltos de silicone para absorver o impacto de longas caminhadas… Talvez por conta da idade, já não consiga caminhar quilômetros com as Havaianas nos pés porque a falta de algo que absorva o impacto causa dor na lombar.

visual viagem (02) trotamundostatisato

Camiseta Mango (ou MNG), bermuda de alguma loja filipina, bolsa da feirinha da Tailândia (essa não é a mais confortável, mas uma bolsa crossbody, em geral, é uma opção bastante confortável para se viajar) e Havaianas

visual viagem (01) trotamundostatisato

Camisa de feirinha (comprada no Greenhills <3), a minha fiel bermuda jeans, mocassim e a bolsa da minha DLSR que cabe o essencial

Mas, mesmo que não me importe com o que as pessoas vistam, a moda chinesa me deixou um pouco confusa (no melhor dos casos) ou em choque profundo (no pior dos casos). Caminhar por Xiamen e pela ilha de Gulang Yu me fez repensar que, talvez, os Crocs não fossem tão feios quanto antes me pareciam… Sim, esse foi o tamanho do meu choque ao presenciar alguns modelitos básicos chineses, ao ponto de começar a tirar fotos no meio da rua e quase ser abandonada pelo meu amigo espanhol que me acompanhou nessa viagem.

De uma forma bastante louca bizarra, elas fazem funcionar a combinação do “tudo ao mesmo tempo agora”… Talvez porque, para elas, tudo aquilo era natural. Para os olhos de uma ocidental (ou de um laowai, como diz minha amiga Christine Marote), de normal, a combinação de cores neon com renda, meia-calça (em um calor de 30º que parecia 40º) com chapéu de chifre ou de gato, sapato de salto ou pantufa (daquelas que eu, particularmente não usaria nem em casa, no escuro, em uma noite sem lua ou estrelas no céu), saias longas com tecido leve e brilho, não tinha nada. Bem, como não tenho vocabulário suficiente para descrever tudo o que vi, terei que colocar algumas fotos e comentar criticar deixar que vocês tirem suas conclusões.

Alguns dos Meus Visuais Favoritos (para o bem ou para o mal)

moda china samurai (01) trotamundostatisato

A espada de Samurai (???) e o leque são os destaques desse visual…

moda china (02) trotamundostatisato

Vestido floral, meia-calça cinza de bolinha (???) e sapatos listrados vermelhos…

moda china (03) trotamundostatisato

Não entendo os óculos vazados (sem lente) estilo “Hello Kitty”… Na verdade, não entendo muito essa moda de querer ser hipster com a armação de óculos… Ah, vocês repararam que têm correntes no colete que ela está usando? E a pose Backstreet Boys dos meninos também merece destaque! 😉

moda china colour blocking (01) trotamundostatisato

Colour blocking e a bolsa LV. Suponho que a bolsa seja legítima porque, uma vez, ouvi que os chineses não usam imitação embora as produzam (em massa). E nem usam bijouteria. Isso porque as marcas originais e jóias de verdade (ouro) são considerados símbolos de status e, bem… Os chineses reconhecem quando algo é imitação, afinal, eles a produziram…

moda china pj (01) trotamundostatisato

Os pijamas… Que estilo mais dubliner knacker! Haha!

moda china rock (01) trotamundostatisato

Rendas, bolinhas e babado em um estilo rock’n’roll wannabe. Claro que não podia faltar a sombrinha! Mas acho que o “melhor” detalhe de todo o outfit são as meias (transparentes) e o sapato verde…

moda china meia-calca (01) trotamundostatisato

Sem comentários… Juro que não entendo essa necessidade de colocar meia-calça no verão abafado de 40º… JURO! E, se você vai caminhar muito, sapatos confortáveis são bastante convenientes…

Os Chapéus

Chapéus, chapéus, chapéus… Quase todas as chinesas (e alguns homens, inclusive) usavam algum tipo de chapéu. E estes eram vendidos a cada esquina, com todos os tipos de renda, detalhes e afins. Acho que, em parte, os chapéus são altamente utilizados para que possam se proteger do sol (cultura asiática = querer ser o mais branco possível), mas muitos deles não tinham a aba larga, o que me leva a acreditar que eles os colocavam pelo estilo…

moda china chapeus (06) trotamundostatisato

moda china chapeu (01) trotamundostatisato

Como eu acho lindas as crianças chinesas!!! E com esses chapéus… ❤ Não tem críticas a essa foto! Quero uma boneca dessas!!!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ainda que respeite (e até goste! Acho bem legal, só não tenho paciência de carregá-lo quando não está na minha cabeça) o uso de chapéus, quase morri quando vi os chapéus de orelha de gatinho e de chifre de alce na cabeça de adultos… Existe algo nos países asiáticos em geral (com maior destaque na China – e talvez Japão) que é certa infantilização do visual que nunca entendi muito bem… Acho que é cultura ou trauma… Quaisquer que sejam os motivos, acho demais exagerado de outro mundo que um homem use chapéu de orelha de gato… Enfim, ninguém disse que isso era proibido.

Os Floating Dresses & Skirts

moda china floating dress (01) trotamundostatisato

Vestidos e saias desse tipo eram preferência de 4 entre 5 mulheres. O que achei bastante curioso era que as meninas/mulheres (e quando digo meninas/mulheres, podiam ser meninas com 20 e poucos anos até senhoras com 70 anos…) que estavam com essas saias ou vestidos, quando acompanhadas eram por outras meninas/mulheres, usavam o mesmo tipo de roupa… Um pouco como pensamento de grupo, talvez?

moda china floating dress (02) trotamundostatisato

Ainda que respeite a moda do floating dress, me pergunto como se pode andar de bicicleta usando um vestido desses… Bem, eu sou o tipo de pessoa que cai em bicicleta de spinning, daquelas paradas (sim, já aconteceu comigo não uma, mas três vezes! Sim, caí em uma bicicleta de spinning TRÊS vezes na minha vida…) então JAMAIS poderia usar um vestido desses para andar de bicicleta…

Os Sapatos As Pantufas

moda china sapatos (01) trotamundostatisato

moda china sapatos (detalhe) trotamundostatisato

Detalhe nos pés: posso até usar Crocs (não vou dizer nunca na vida porque nunca se sabe), mas não coloco esses sapatos nem em casa, no escuro, em uma noite de apagão, sem lua ou estrelas no céu. Não importa o quão confortável sejam, existem outras opções também confortáveis e muito mais bonitas apresentáveis. A big, huge, gigantic NO-NO!

Os Casais…

Nunca entendi essa de casais (especialmente americanos) que decidem colocar uma camisa polo da mesma cor e sair pela rua juntos. Seria isso um fashion statement que diria “nascemos um para o outro”? Bem, como os chineses aperfeiçoam TUDO, eles levaram essa combinação para um outro nível, com a criação de camisetas IGUAIS COMPLEMENTARES (busquem ROUPAS IGUAIS) para um casal… Super gracinha… Mas para serem usadas separadas.

moda china casais (01) trotamundostatisato

Várias vezes fiquei me perguntando: antes de sair de casa, será que eles dizem “amor, vamos colocar a camiseta roxa de estampa de tigre!”? E se eu não quiser usar a dita camiseta? Será que o cara pediria o divórcio por motivo de incompatibilidade de personalidades?

moda china casais (02) trotamundostatisato

Anúncios

4 comentários sobre “A Moda e a China: A Combinação do Tudo ao Mesmo Tempo…

  1. Hahaha! Adorei essa postagem! Os asiáticos em geral têm gostos meio peculiares pra ‘moda’, mesmo… acho que é algo que traga uma certa ‘identidade’ pra eles, isso de ser ‘exótico’. Se bem que ‘gosto exótico’ para se vestir, eu já vi e muito também no Brasil… principalmente na periferia. O que será que explica esse comportamento?

    • Oi Cris! Fico feliz que você tenha gostado. Menina, eu não sei… Várias vezes, fico pensando o que passa pela cabeça deles na hora que eles abrem o guarda-roupas… Ou melhor, quando eles vão às compras. O que sei é que os chineses valorizam muito marcas (eu e a Chris Marote trocamos idéia sobre isso) por causa do status social… Mas ainda não sei o que é pior: o chapéu de gatinho em um cara ou as camisetas combinando de casal? Honestamente… Eu gostaria de saber como funciona… Ontem, falávamos disso. Será que o casal de namorados se liga? Tem que ser assim! Imagina a conversa… Haha!

      Sobre o Brasil, é uma falta de bom-senso mesmo… Porque, ainda que na Ásia se vista mal, eles não são vulgares (pelo menos a maioria não o é) e acho que na periferia brasileira há uma certa vulgaridade, algo de que se tem que mostrar pele…

      Bem, venha para a Ásia e o verá: muitas vezes, me senti como se estivesse no Project Runway! Haha!

  2. Pingback: O Halloween no Mundo Colorido de Bobby… Oops, nas Filipinas | Trotamundos

  3. Pingback: Afinal, asiático é tudo igual? | China na minha vida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s