About

Trotamundos é uma palavra em Espanhol que significa “persona a la que le gusta viajar y recorrer países”: pessoa que gosta de viajar e percorrer países. Há quase cinco anos, embarquei em um avião, fui para Dublin e criei o Tatty in Dublin. Desde então, muita coisa mudou e, hoje, sou uma cidadã do mundo. Vivi em três continentes, em quatro países diferentes. Visitei inúmeros outros países e ainda mais cidades. Eu não sou mais Tatty in Dublin; hoje sou a Tati no Mundo. Hoje, sou uma Trotamundos.

Para ler os posts antigos, visitem: http://trotamundos-tatisato.blogspot.com/

Curtam a página no FB: https://www.facebook.com/TrotamundosByTatiSato

Creative Commons License
Trotamundos by Tati Sato is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.
Based on a work at https://tatisatotrotamundos.wordpress.com/

25 comentários sobre “About

  1. Olá, Tati!
    Meu nome é Fernando, sou funcionário público estadual,e moro na cidade do Recife. Eu pesquiso as Filipinas há quase três anos e pretendo morar aí, após me aposentar, em pouco menos de três anos.
    Eu agradeceria se você pudesse me informar, sobre as exigências filipinas para a concessão do visto de residente, especificamente para a minha futura condição de aposentado.
    Aproveito para parabenizá-la pelo excelente blog, que com suas informações sobre as Filipinas, tem sido bastante útil para mim.
    Um abraço!
    Fernando.

    • Oi Fernando, tudo bom? Desculpe pelo atraso em respondeu à sua mensagem.

      Primeiro, gostaria de agradecer por ler meu blog! Fico bastante feliz que o veja como uma fonte boa de informações. Mas, lembre-se, são minhas impressões sobre esse país que vivo! =)

      Eu não sei como funciona os vistos para aposentados nas Filipinas principalmente porque o meu é visto de trabalho e este é renovado anualmente. Acho que você pode encontrar essa informação na Embaixada das Filipinas no Brasil.

      O que posso dizer é que, até o presente momento, um estrangeiro não pode ter negócios nem possuir terras nas Filipinas; acredito que isso seja proibido segundo a Constituição que é bastante protecionista em relação a isso.

      Isso não quer dizer que um estrangeiro não possa comprar apartamentos. Veja bem, segundo as leis, um estrangeiro pode possuir um apartamento (40% de um edifício pode pertencer a estrangeiros, segundo o Republic Act 4726), mas a terra onde está construído o edifício permanecerá à companhia que o contruiu, não sei se isso faz algum sentido para você. De qualquer forma, aconselharia você a viver em alguma praia e não em Manila que é uma cidade-monstra!

      Para abrir um negócio, pelo menos 50% do mesmo tem que pertencer a um filipino. Infelizmente, as Filipinas não são um país aberto para o investimento estrangeiro e eu, pessoalmente, jamais aconselharia a um estrangeiro investir em um negócio com um filipino, a não ser que o conheça bem. Lembre-se que nós, o povo brasileiro, e os filipinos temos muito em comum, em especial quando se trata de “levar vantagem” nas coisas.

      Vou deixar dois links para que você possa ler um pouco sobre o assunto.

      Um beijo!

  2. Oi, Tati!!!

    Primeiramente, peço-lhe desculpas pela ausência de resposta ao seu e-mail. Eu estive no interior do Estado à serviço durante alguns dias e fiquei impossibilitado de acessar a internet, inclusive com o 3G.
    Agradeço-lhe pelos dois esclarecedores e-mail´s e irei acessar as páginas eletrônicas que você me enviou. Depois, tecerei comentários a respeito das informações contidas.
    Com relação à sua sugestão de escolher uma cidade praieira e não Manila como moradia, já foi acatada!!! Salvo melhor sugestão, minha pretensão é a cidade de Cebu, região de Visayas Central.
    Beijos,

    Fernando

  3. Ola Tati,

    Bom Dia !

    Meu nome e Luiz Gustavo, e eu li alguns post seus sobre Manila so site Brasileiras pelo Mundo vi que voce tem um proprio blog aqui tambem. Eu trabalho em uma Multi Nacional que vai abrir vagas na sede em manila e eles convidaram os brasileiros daqui para irem trabalhar na philipinas porque existem alguns processos que precisam do portugues.

    A minha intencao mesmo e ir para agregar essa experiencia de vida e trabalho no meu curriculo e ter a oportunidade de conhecer a Asia. Nao tenho intencao nenhuma de ir pra ficar rico (Vi que alguem falou isso com voce e voce comentou em um post) nem a intencao para ir morar definitivamente.

    Eu Ja fiz um intercambio no Canada e ja conheco um pouco da cultura asiatica que e muito forte por la. Eu queria mesmo e que voce me falasse sobre as suas maiores dificuldades que voce enfrentou e enfrenta ai ate hoje e que tentasse me ajudar na questao sobre os gastos no custo de vida porque como sao culturas diferentes as nossas visoes de comforto sao diferentes tambem. Voce poderia me informar qual seria o salario bom pra viver em Manila ? Porque como todo mundo fala que ai e muito barato fico com medo de ganhar um salario que so pagaria as despeasas e nao queria isso porque queria conhecer o maximo de lugares possiveis na Asia. Como eles nao fizeram a proposta formal com o salario eu so queria ter uma base mesmo pra quando chegar a proposta eu saber analisar melhor.

    Os filipinos que trabalham ai apresentaram o pais pra gente so que foi bem turisco, eles nao me falaram da realidade de manila, do cotidiano. E isso conta ne porque e totalmente diferente voce visitar uma cidade como turista e viver nela. Se eu for tenho que ficar pelo menos 6 meses mas planejo ficar 1 ano +/-.

    Desde de ja agradeco.

    Abracos

    • Oi Luiz Gustavo, bom dia! Vou tentar escrever algo sobre o custo de vida e sobre minhas dificuldades ao me adaptar à Manila. Antes de ir para as Filipinas, eu morava em Dublin e tinha um estilo de vida bem confortável e contava com várias vantagens, como tranquilidade e facilidade para viajar que nós, brazileiros, em geral não temos no nosso país devido os preços altos. Então, minha visão será um pouco biaised! 😉

      Sobre o salário (que acho que é o mais importante), digo que o mínimo que você deveria aceitar é PHP 80,000.00/mês bruto e, pessoalmente, acredito que esse valor não seja muito alto. Tome cuidado com os bônus de idiomas (se eles oferecerem para pagar, por exemplo, PHP 40,000.00 como base mais PHP 40,000.00 de bônus de idioma este último valor não será contado no 13o., por exemplo, e você receberá apenas PHP 40K). A verdade é que tudo depende do pacote. Se oferecerem, para você, algo em torno de PHP 50K mais apartamento, já compensa porque os aluguéis em lugares bons são caros.

      Eu vivo em uma bolha isolada no meio do caos! Haha! Os apartamentos de um dormitório, na minha área, custam em torno de PHP 20K a PHP 25K/mês, depende do tamanho ou da mobília. Há regiões que esse preço sobre para PHP 35k ou até mesmo para PHP 90K!

      Isso é para você ter uma ideia… Sobre o supermercado, depende muito do que você gosta. Eu, particularmente, gasto muito porque não consigo viver sem meu queijo e uma bandeja com dez fatias sai por PHP 200. Esse valor é, mais ou menos R$ 10 ou EUR 3 e, na Europa, com esse valor, compro pelo menos três vezes a quantidade de queijo que compraria nas Filipinas.

      Comer em restaurantes é relativamente barato. Em um bom restaurante, se pode esperar gastar PHP 600/pessoa. Em um restaurante mais simples, o valor cairia para PHP 200/300. Tudo depende!

      Me fala onde fica sua empresa!

      Um beijo e boa sorte! Fica conectado no Trotamundos porque, ainda que ele esteja em standby, ele funciona! 😉

      • Oi Tatu !! Muito Obrigado pela resposta. Vai me ajudar muito para analisar se vai compensar ir ou nao.

        Entao eu sei que possui dois centros la, um fica na Vector Two Building Northgate Cyberzone, Muntinlipa City e o outro fica Trade Hall Metro Market em Taguig City. Eu sei que manila tem varias “cidades” que sao bairros mas nao cheguei a olhar as areas iria olhar depois da proposta feita mesmo ja te perguntei do salario porque era o mais importante ne kk.

        Eu sei que o turno de trabalho vai ser igual o seu Graveyard shift e vou tentar morar o mais perto possivel do trabalho porque como nao possui transporte publico nao queria enfrentar muitos desafios par voltar pra casa cansado depois do trabalho e provavelmente dividir un ap de 2 ou 3 quartos porque temos mais pessoas pensando na ideia de ir trabalhar em Manila.

        Nossa vou passar apertado entao porque sou mIneiro e como queijo quase sempre kk.

        A primeira apresentacao foi bem voltada pro turismo como eu tinha te falado espero que na proxima seja mais concreta.

      • Oi Luiz Gustavo! Acabei de ver que escrevi brasileiro com z… Que feio! :$

        Bom, como a sua empresa fará a oferta, é bem possível que eles façam uma oferta como expatriado. Tenta negociar isso. Se eles pagarem o aluguel, é algo menos que você terá que pensar depois.

        Sobre o transporte público, estes são substituídos por táxis. Eu não gosto, mas uso sempre. São baratos (vantagem), mas, ainda assim, alguns tentam tirar vantagem, pedindo sempre “tip” antes de começar a corrida – a vantagem do graveyard é que a concorrência por pegar táxis é menor.

        Se você trabalhar em Taguig, é possível que seja Fort Bonifacio, um dos “bairros” mais nobres da cidade. O aluguel nessa região é caro, mas a região de McKinley fica próxima, é bem boa e não é tão cara.

        Queijos… Eu acabei de voltar da Espanha com a mala forrada! Hehe! Sendo sincera, eu compro porque acho que mereço, mas conheço pessoas que reclamam do preço e nem compram. Cada um é um… =)

        Bom, continue acompanhando o Trotamundos e o Brasileiras pelo Mundo!

        Um beijo

  4. Olá Tati,
    Meu nome é Gabriela, e estou acompanhando seu blog e gostando bastante!
    Vou me mudar para Manila em um mês e gostaria de algumas dicas tanto de como é a vida por ai, custos e do que não posso deixar de levar.
    Primeiramente, vou trabalhar em uma empresa que fica no Alabang, pelo que pude perceber é um bairro. E meu shift vai ser tipo o seu, noturno. Por isso preciso olhar um local para alugar perto da empresa, para não tem que pegar um transporte público de madrugada, pois pelo que vi você falando o melhor transporte é um taxi! O que você acha? é possível encontrar algum lugar bom e em conta para morar nessa região? Estou indo com mais pessoas, pensamos em dividir aluguel ou algo assim.
    Segundo, vi você comentando de custo de vida, quanto precisamos ganhar para ter uma vida confortável. A minha intenção é trabalhar, morar em um lugar confortavel e viajar SEMPRE que der pelas famosas praias da Philipinas. Você acha que algo em torno de 50K/mês consigo fazer isso? Um pouco menos na verdade.
    Outra coisa, Manila tem praia? Ou algum lugar próximo que da para curtir nos fins de semana?
    E o que é imprescindivel levar na mala? Para mulher principalmente! Tipo bikini brasileiro, esmalte. Sei lá rs. O que mais faz falta por ai?

    Desde de ja agradeço.

    Beijos!

    • Oi Gabriela, tudo bom?

      O único transporte disponível é o táxi e ele nem é o melhor. Já peguei táxis com baratas e, inclusive, na sexta, uma me mordeu… De qualquer forma, dependendo de onde você vai morar e trabalhar, terá que recorrer a ele porque caminhar por algumas ruas e avenidas durante a noite pode ser perigoso.

      Alabang fica fora de Metro Manila. Eu não conheço o lugar, mas tenho um amigo que mora lá. Independente de onde você vai trabalhar ou se você terá ou não que recorrer ao malfadado táxi, sugiro morar em um bom bairro que ofereça boa infra-estrutura e segurança. Não vale à pena morar em um bairro onde não se sinta segura. Os aluguéis em um bairro como o meu (que fica longe de Alabang) custa em torno de 20K a 40K por mês em um apartamento de um dormitório; o custo de um apartamento de dois dormitórios varia entre 27K e 60K e por aí vai…

      Sobre o custo de vida, depende do tipo de vida que você leva. Lembre-se que estamos na Ásia e muitos produtos normais em mercados brasileiros (como o queijo) não são comuns por aqui. Pago, em um pacote com 10 fatias de queijo de verdade (que não é processado) mais de 230PHP, o que dá mais ou menos R$ 10.

      Particularmente, 50K não sustenta o meu estilo de vida e economizar um pouco. Janto muito fora e não economizo quando tenho vontade de comer algo. Eles pagarão algum bônus a mais pelo idioma (português)? Ou esse é o salário final? Os impostos aqui são altos – descontam até 30% do seu salário bruto (não sei como funciona muito bem – nunca consegui entender) e esse é um fator que tem que ser considerado.

      Bom, os biquinis são algo que você tem que trazer se você quiser ir à praia no seu estilo! 😉 Mas aqui não tem Guaraná nem pão de queijo – se for sentir falta, traga. Aliás, comida é o que mais faz falta.

      Um beijo e boa sorte!

  5. OI Tati, eu tenho visto muitos programas de tv asiáticos e me apaixonei pelo idioma tagalo. Procurando onde aprender aqui no RJ esbarrei com um artigo do seu blog e agora estou fofocando sua experiencia nesse lugar, que para mim, parece maravilhoso.
    Você disse que se tornou cidadã do mundo, e que seu visto aí nas filipinas é a trabalho, em outro artigo vi que você morou/trabalhou no Japão também. Fiquei curiosa como você conseguiu esse estilo de vida.
    Estou no meio da faculdade e a sensação que tenho é que ficarei mais presa, e outros países serão apenas para turismo. Mas morar, trabalhar em outro pais, com uma outra cultura, parece tão incrível.

    Espero que minha pergunta não seja indiscreta. Um grande beijo e continue com o blog para fofocarmos mais como é viver nas Filipinas >.<

    • Oi Dy, tudo bom?
      Obrigada pelo carinho! Bom, acho que você está um pouco enganada porque eu nunca morei no Japão – recentemente visitei o país dos meus ancestrais, mas foi por apenas 10 dias e ainda estou colocando minhas impressões em um texto! =)
      No Brasileiras pelo Mundo, outro blog para o qual contribuo, sairá um texto meu no qual conto um pouco dessa vida. A verdade é que tudo começou porque eu quis sair do Brasil e ter uma experiência no exterior. Não deixei o orgulho nem o medo me vencerem – se tivesse que trabalhar como garçonete ou vendedora, o faria somente para ter essa experiência.
      Tudo depende de você e da sua for;ca de vontade. É um estilo de vida maravilhoso, sem dúvidas, mas ele não vem sem o seu preço – a liberdade também custa. Tenho saudades constantes da minha família e perdi momentos incríveis na vida dos meus amigos… Acontece.
      Hoje, não vivo mais nas Filipinas! Mas continue seguindo o Trotamundos que vou continuar escrevendo sobre as minhas impressões de mundo!
      Um beijo enorme!

  6. Boa noite gostaria de mais informações a respeito das Filipinas,porque vou visitar uma Familia na cidade Antipolo e não tenho experiência de viagem fora do Brasil,gostaria de algumas dicas,Serei marinheiro de primeira viagem e creio que uma experiência maravilhosa

  7. Tati! Encontrei o seu blog através do “brasileiras pelo mundo e desde bem pequena”(10 anos de idade) sonho com novos ares e em sair do Brasil. Vi num comentário aqui em cima que você queria também ter uma experiência no exterior, mesmo que fosse como garçonete assim como eu (super tenho vontade de morar num lugar mais seguro que o Brasil). Li também que começou tentando aprimorar sua experiência através de uma multinacional. Caso isso não tivesse acontecido, o que você faria? Você trabalha com o que se graduou no Brasil?

    • Oi Ana! Desculpe o atraso em responder ao seu e-mail.

      A resposta é nào, mas nunca trabalhei na área que me graduei. Tenho o diploma em Marketing, mas sempre trabalhei com finanças; no Brasil, trabalhava na área internacional do Banco do Brasil.

      A verdade é que não comecei em uma multinacional, mas acabei em uma. E, hoje mesmo, voltei a trabalhar para uma companhia familiar com presença internacional. Mas, se isso não houvesse acontecido, a verdade é que não sei que teria feito. Talvez tivesse regressado ao Brasil depois de dois anos, feliz por haver tido a experiência de morar fora.

      Não é fácil. A vida de expatriada tem seus prós e contras e se você só quer sair do Brasil por encontrar um lugar mais seguro, não sei se vale a pena. Há muitos pontos positivos sim, mas há muitos pontos negativos. Tenho amigos que viveram no exterior e não se acostumaram. A verdade é que essa é uma experiência única para quem passa e a minha experiência pode ser completamente diferente da sua.

      Se for seu sonho, no entanto, digo que você deveria tentar! Só não deixe se abater quando vier a tristeza ou quando algo não der certo. Acontece. Fora do nosso país, aprendemos que temos que nos levantar bem rápido!

      Boa sorte!

  8. Antes de mais nada . Happy New Year ! Akemashite omedetou gozaimasu !! Maligayang bagong taon !! Feliz Ano novo Sato -san !!! Sou novo por aqui ,me chamo Sandro e estou adorando o seu blog . Sato -san , minha noiva e eu estamos planejando em nos casar nas Filipinas em Novembro deste ano . Ela é filipina e eu brasileiro . Queremos nos casar no civil lá para depois virmos morar no Brasil ,já que as condições para se ter um bom emprego por lá é mais difícil que aqui . As dúvidas que nós temos ,são : O nosso certificado de casamento nas Filipinas será válido no Brasil também ?Assim que eu voltar para o Brasil com ela, ela já poderá viver comigo definitivamente ? E ela poderá ter cidadania brasileira também ? Eu fui para as Filipinas ,e amei o lugar . Particularmente preferia viver lá do que no Brasil realmente , o único problema apenas seria de ter um emprego fixo por lá . Desde já ,agradeço pela sua atenção. E desejo que este ano seja um ano repleto de realizações boas para você . Jya ,mata ne .

    • Olá Sandro. Desculpe o atraso em responder sua mensagem.

      Quando nos casamos no exterior, o certificado de matrimônio precisa ser reconhecido na Embaixada Brasileira que, posteriormente, precisa ser legalizado no cartório central da sua cidade. Não sei quanto tempo ela precisaria residir no Brasil para adquirir a cidadania e para essa e outras perguntas mais teóricas, sugiro que entrem em contato com o Consulado Brasileiro.

      Tudo de melhor para vocês! =)

  9. Oi, Tati! Quero visitar as Filipinas no fim desse ano e pretendo passar duas semanas por aí. Tem algum lugar que você indicou algum roteiro com lugares que não podem ser deixados de lado?

    Obrigada!

    • Olá Jussara! Tudo bom? Perdão, o que você quer dizer por “fazer tudo”? Tudo que está na lista? Eu comentei no texto mesmo que é bastante difícil fazer tudo aquilo em duas semanas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s