O Inverno de São Paulo e eu…

Eu tinha me esquecido… Enquanto caminho pela Avenida Paulista no começo de um dia útil qualquer, a garoa fria de inverno bate na minha cara e me faz lembrar que São Paulo é uma dessas cidades, na qual faz um calor de rachar um dia e um frio de congelar os ossos no próximo. São Paulo é uma cidade cujas mudanças de clima deixam qualquer um maluco – ou simplesmente com um resfriando constante.

O frio da chuva passa quando entro no edifício do curso que faria naquele dia. Ao olhar pela janela, percebo que nem mesmo um pequeno raio de sol consegue ultrapassar as grossas nuvens que cobrem a minha cidade. Naquele dia, o sol não brilharia e o frio continuaria. Ainda assim, no fim daquela semana, o sol voltaria a brilhar com uma forte intensidade de cozinhar o corpo e deixar a sensação de se querer deitar à beira da piscina com nada mais que um cocktail nas mãos… De 13º a 33º na mesma semana… Isso é São Paulo.

Continuar lendo

Anúncios

Calm Seas Never Made a Skillful Sailor… A Ressaca Emocional

Sempre fui o tipo de pessoa que lê a última página de um livro. Não antes de começá-lo, mas quando estou no capítulo 3 ou 4 e já estou empolgada com o enredo e com os personagens, sempre vou à última página para ver o qual o último parágrafo. Só para eu entender como o livro vai terminar…

Na vida, não tem como ser assim. Eu sei disso. Aprendi isso há algum tempo: temos que viver o dia-a-dia, sem deixar que a ansiedade afete nossas decisões. Temos que olhar para as pedras que estão no caminho, para cada uma das flores pelas que passamos e, assim, tentar distrair nossos cérebros que, algumas vezes, não sabem a hora de parar de funcionar e nos deixar em paz.

E quando isso não funciona? Como acalmar os nossos cérebros e as nossas loucuras?

Continuar lendo