Viagens: Bais e Bohol – de Golfinhos a Tarsiers

Desde que voltei do Natal, não saí de Manila. E isso tem me deixado em um estado de nervos tremendo…

Não é novidade que uma das coisas que mais gosto de fazer no mundo é viajar e, honestamente, a única grande vantagem que via em viver em Manila era viajar e conhecer, além das ilhas paradisíacas e lugares inusitados, um pouco mais desse enorme continente desconhecido chamado Ásia…

Tinha reclamado que em 2014 não viajei muito, mas a verdade é que não consegui escrever sobre as minhas viagens porque sim que viajei! Acho que em 2014, o Trotamundos se tornou um pouco voltado para o interior, por descrever mais minhas percepções sobre o que me rodeava que minhas experiências na estrada.

Continuar lendo

Anúncios

Lago Pinatubo 2011: uma luta pessoal contra a ansiedade…

A primeira visão do Lago Pinatubo

A primeira visão do Lago Pinatubo

Março foi um mês de muitas mudanças em minha vida. Eu abri espaço na minha agenda de amante-do-sofá (ou melhor, da minha cama) e me tornei um membro ativo da academia perto de casa, frequentando-a de três a quatro vezes na semana. Recebi o meu kit de estudos e recomecei (embora em passos lentos de tartaruga preguiçosa) meus estudos para me tornar uma contadora. Coloquei meus músculos (do corpo e do cérebro) para funcionar e me sinto bem com isso. E ainda tenho tempo para seguir as séries que sou super viciada.

Acho que estou tentando encontrar um equilíbrio nisso tudo. Assistir às minhas séries, praticar exercício físico algumas horas por semana, estudar um pouco e ver amigos preencheram meus dias durante o mês de março. Claro que isso tudo foi entremeado por horas de trabalho (forçado, como se eu fosse um presidiário, conto meus dias para sair… Que dramática! Haha!), tempo no FB, momentos dedicados aos meus posts e trabalhos de casa diários (que tipo de dona de casa desesperada eu seria se eu não tivesse tempo de enfrentar meu “tanquinho” de tempos em tempos?). De forma geral, foi um mês bem ocupado. Ainda assim, parecia que me faltava alguma coisa. Ou que algo estava… Estranhamente fora de lugar.

Continuar lendo