O Fatídico Graveyard Shift: como trabalhar pelas noites está me afetando!

Eu sempre trabalhei em escritório. E, quando pensamos em trabalho em escritório, pensamos logo em trabalho das 9:00 às 18:00h, com uma hora de almoço certo? Bem, pelo menos era assim que pensava até vir para as Filipinas.

Aqui, os turnos em escritórios são divididos em três: o day-shift (tradicional), o mid-shift (que começa após o meio-dia) e o fatídico night-shift, também conhecido por graveyard shift (turno do cemitério, em uma tradução bem literal) simplesmente porque, passados alguns meses, a maioria das pessoas que trabalham nesse turno se tornam zumbis ambulantes, com olheiras negras que descem até o chão. Algumas companhias oferecerem uma coisa que chamo de swift-shifts, ou seja, parte do mês se trabalha em um turno e parte em outro (uma semana por mês se trabalha no graveyard shift, por exemplo, e o resto no mid-shift).

Isso acontece porque, como comentei em meu texto Emprego e Oportunidades para o Brasileiras pelo Mundo, além da presença de calls centers, muitas companhias estão trazendo seus departamentos de finanças (ou os terceirizando) para a Ilha de Lost por economia e para padronizar processos. E, na maioria das vezes, isso quer dizer que temos que trabalhar no mesmo horário que o território ou, pelo menos, coincidir com o departamento de finanças dos locais que atendemos em algumas horas.

Continuar lendo