Obrigada 2014! Bem-Vindo 2015!!! #FinalDeAno

Então, assim, mais um ano chega ao final. Como se os 365 dias passassem com a rapidez de um relâmpago (vamos convir que, à medida que os anos passam, o tempo parece passar com maior velocidade), 2014 chega ao final e nos preparamos para a chegada de 2015.

Em alguns lugares do mundo, 2014 já parece quase uma lembrança enquanto em outros, o último dia do ano simplesmente começa (ou, talvez, no momento que eu publicar esse post, para alguns já seja 2015!). Ainda assim, a maioria de nós, aqueles que seguem o calendário romano, encontra-se em sincronia, à espera que um novo ano se inicie, com forças e esperanças renovadas.

Continuar lendo

O Halloween no Mundo Colorido de Bobby… Oops, nas Filipinas

Quando penso em Halloween, imediatamente penso em um bando de criancinhas disfarçadas e um balde de doces. Sei que é uma festa bastante celebrada nos Estados Unidos e, quando era pequena e assistia aos filmes hollywoodianos, tinha vontade enorme de sair batendo nas portas dos meus vizinhos dizendo “trick or treat“.

A palavra deriva do termo escocês “All Hallows’ Eve“, que, literalmente, significa Véspera do Dia dos Reverenciados, ou seja, o Dia de Todos os Santos e marca o primeiro dia de uma época em que a Igreja Católica celebra os santos e os mortos. Como muitas festas e feriados católicos, acredito que sua origem seja pagã; neste caso, sua origem vem da festa celta de Samhain na qual se celebra o fim da temporada de colheitas e o início do inverno, uma época sombria.

Continuar lendo

As Eleições de 2014 #MudaBrasil

Essa é a primeira e única vez que vou me manifestar sobre o grande evento político chamado “Eleições Presidenciais” (claro, amanhã saberemos o resultado e não haverá mais sobre o que falar). Hoje, domingo, dia 26 de outubro, em todo o Brasil, ocorre o segundo turno de uma das eleições mais acirradas de todos os tempos.

Adoraria ser dramática e dizer “hoje é o dia que decidiremos o futuro do nosso país”, mas não posso por questões de princípios: 01-) não voto desde que saí do Brasil, há mais de sete anos; 02-) pessoalmente, não acredito que vá haver mudanças radicais, independente de quem ganhe.

Li alguma coisa a respeito das eleições, mas uma das coisas mais interessantes que li sobre esse tema foi no blog do Estadão no qual Julia Duailibi comenta sobre o comportamento dos eleitores e diz que Dilma e Aécio não são tão diferentes como muitos querem acreditar: “nem Dilma é tão de esquerda; nem Aécio tão de direita”. No fundo, a direita pão-com-ovo e a esquerda caviar não são tão diferentes assim, não importa o quanto as pessoas queiram acreditar nisso.

Continuar lendo

Vou-Me Embora Para Manila…

Outro dia, vi a pesquisa super abrangente do InterNations chamada Expat Insider: The World Through Expat Eyes, feita com mais de 13 mil pessoas ao redor do mundo.

Adoro ler sobre como as outras pessoas observam os países onde vivem, outros que, como eu, vivem fora de suas pátrias. Qual não foi minha surpresa quando vi que as Filipinas estavam em oitavo lugar da classificação geral, como top destination?

Continuar lendo

Early Bird Breakfast Club – Metro Manila #TrotamundosCuisine

Há muito tempo quero escrever sobre restaurantes e comidas. A minha amiga e co-blogueira Chris Marote, de China na Minha Vida, comentou que, pelo meu amor por comida, eu deveria criar um blog de comidas. Mas como o Trotamundos é o meu diário de bordo e já uso o #TrotamundosCuisine todas as vezes que coloco alguma foto de comida no meu Instagram (@tksato), porque não criar o Trotamundos Cuisine aqui no blog também?

Eu adoro comer. A-DO-RO. É um dos maiores prazeres da minha vida e, junto com viajar, faz parte da minha lista de verbos favoritos. Minha paixão por comida é tão grande que há três anos briguei com a preguiça e comecei a ir para a academia para não ter que controlar tanto o que como. Afinal, quando os 30 anos batem à sua porta, o metabolismo passa a funcionar com um pouco mais de lentidão e o processo de engorda começa. Então, cuidar-se se torna uma obrigação.

Continuar lendo

O Dia de 60 Horas…

Sei que ando em falta com o Trotamundos e com todas as outras publicações para as quais escrevo. Adoraria dizer que a falta de tempo é só uma desculpa, mas, ultimamente, meu dia deveria ter 48 horas das quais eu dormiria apenas 8… Eu preciso de mais tempo!

Se o mês de julho pareceu ter 60 dias, o mês de agosto precisaria ter esses 60 dias para que pudesse completar todas as tarefas que tenho que fazer. O fato é que acabei de ser nomeada para uma promoção (eba!), o que é ótimo porque fui reconhecida como uma ótima funcionária. O ruim disso é que ainda não tenho uma substituta e, por isso, além das novas tarefas que me estão sendo passadas pouco a pouco (imagina se recebesse tudo de uma vez? Precisaria, então, que o dia tivesse 60 horas, no mínimo), tenho, ainda, que processar as tarefas do meu antigo dia-a-dia.

Continuar lendo

A Vida do Avesso

Gente, minha vida é toda errada. Bom, se a comparar com o que é considerado “normal” pela sociedade, ela é errada em todos os níveis possíveis. Entendê-la é bastante complicado: eu mesma, a personagem principal dessa louca vida, quando a tento entender, quase enlouqueço no buraco do coelho da Alice. Então, na maioria das vezes, simplesmente a vivo.

Atualmente, meu horário é uma loucura. Acordo para trabalhar às 7h… Da noite. E chego em casa às 7h… Da manhã. Então, se não estou mega-cansada, vou para a academia… Então, acabo na cama quase ao meio-dia…

Continuar lendo

Manila e o Tufão: Vivendo no Limite!

O clima nas Filipinas é dividido entre úmido e seco, mas é sempre quente. Em dezembro, quando se inicia a época seca, as temperaturas caem um pouco e se pode sentir uma brisa fresca. Inclusive, algumas horas da noite, um casaquinho é necessário.

Março e abril são os meses considerados de alto-verão, quando faz muito calor e a possibilidade de chuva é mínima (mínima não quer dizer que nunca chova!). Nesses meses, faz tanto calor que sinto que moro nas portas do inferno e acho que todo cachorro que late é Cérbero. Esses meses são considerados férias escolares e é considerada altíssima-estação (peak season): os preços dos bilhetes de avião e hotéis atingem o seu topo.

Continuar lendo

As Semi-Finais #TemCopaAteNaAsia

Escrevi sobre as duas semi-finais, desta vez, Brasil v. Alemanha e Argentina v. Holanda! =) Espero que vocês se divirtam!

A Semi-Final Contra a Alemanha

Perdemos. Sem quase luta, baixamos a cabeça e perdemos a partida da semi-final da Copa de 2014 contra a “terrível” Alemanha. A pior derrota de toda a história do futebol brasileiro, diga-se de passagem.

Acordei com o gosto amargo de uma ressaca de sete gols. Talvez tivesse sido mais fácil lidar com a ressaca gerada por sete garrafas de vinho. Mas acontece. Acabou. Está na hora de levantar a cabeça, limpar a poeira da saia e dar a volta por cima porque ninguém vive, literalmente, de futebol. Isso é, ninguém a não ser os jogadores, equipes técnicas e clubes.

Continuar lendo

Desabafos de Uma Brapanese

Encontrei o Jorge e alguns conhecidos no bar, na manhã de domingo. Porque eu trabalho no graveyard shift, meus horários são todos zoados: eu acordo no horário da janta e durmo durante o dia (ou, pelo menos, tento). Mas, de vez em quando, em alguns fins de semana, meu corpo pede para que eu durma por um período extenso que inclui a noite e foi isso que fiz nesse fim de semana.

Às 6h da manhã, vi que tinha recebido uma mensagem do Jorge às 4h da manhã dizendo que eles estavam em um bar perto de casa e iriam assistir ao jogo Holanda x Costa Rica (aliás, a Laranja Mecânica nunca pensou na vida que seria levada pela Costa Rica aos pênaltis nas quartas-de-final de uma Copa do Mundo! Só por isso, a Costa Rica merecia um troféu). Perguntei se eles ainda estavam lá e fui.

Continuar lendo