Eu Quero é Paz!!!

Sabe quando dizem que temos que ter cuidado com o que pedimos? Acredito nisso. Quando pedimos algo, acredito que aparecem coisas em nossos caminhos, como instrumentos, para que possamos chegar àquilo… Como quando pedimos dinheiro e nos aparece trabalho: acontece para que, dessa forma, possamos trabalhar para conseguir o dinheiro que queremos.

Pois é… Acho que em algum momento (imbecil) da minha vida, pedi por paciência. E, por causa disso, primeiro tive um colega que não fazia bem seu trabalho porque ele não gostava daquilo (literalmente, ouvi: “sabe o que é? Eu ODEIO o que faço”… Oi??? Não gosta do que faz? Peça demissão!) e, agora, eu tenho a Dhyva que, além de chorar e fazer chantagem emocional, é preguiçosa e folgada.

Sim, é preguiçosa e o digo sem medo de ser feliz porque eu tenho (quase) certeza que ela jamais vai ler esse texto tamanho é a preguiça desse ser. E, se ela ler, diria na cara dela: sim, isso mesmo, acho você uma preguiçosa sem tamanho. E folgada também porque você acredita que eu tenho que pensar por você…

Depois do episódio “eu achei que porque você era minha conterrânea, era minha amiga” que aconteceu há algumas semanas, ela consegue ser protagonista em outro episódio no escritório. Logo mais, vou escrever “The Office Philippines” por causa das coisas que ela faz ou diz… Ou faz e diz…

Outro dia, ela me pergunta sobre algo, mas, antes que me perguntasse sobre isso, eu já tinha enviado um e-mail sobre o mesmo tema. Então pedi que o lesse antes de me fazer qualquer pergunta. Parecia justo que já que eu tinha perdido meu tempo antecipando o tema, ela fizesse o mínimo esforço em ler sobre ele antes de formular uma pergunta (idiota). Ela perguntou novamente e eu repeti. Quando perguntei se tinha feito o que estava sendo pedido, ela falou que estava fazendo outra coisa. Até então, OK. Alguns minutos depois, ela pergunta qual era o título do e-mail, porque ela não conseguia se encontrar.

“Mas… É que você me manda tantos e-mails…”

Oi??? Não é como se mandasse e-mails com piadas e fotinhos de gatinhos com chapéus fofos. Mando e-mails relacionados a trabalho e é sua função, Dhyva, lê-los, entendê-los, providenciar suas soluções e arquivá-los de uma forma que você possa encontrá-los. Tive que dizer a ela o título do e-mail para que ela conseguisse encontrá-lo. Querida, não sou sua secretária ou sua organizadora de Outlook pessoal. Organize-se.

Alguns minutos mais tarde, ouço novamente meu nome. Minha pele se arrepia e eu sinto vontade de gritar. Suspiro e respondo “que foi dessa vez, Dhyva?”

“Você pode me mandar o documento XYZ”

Esse documento foi enviado para nós duas (porque estávamos no campo “To” do e-mail) no dia anterior. E respondi que o e-mail também tinha sido enviado para ela. Ela fez uma cara de perdida (o que é a sua cara naturalmente… Uma bola de futebol perdida no meio de um circuito de hipismo) e eu decidi ajudá-la, dizendo de quem havíamos recebido o e-mail. Finalmente, ela o encontrou.

“É que eu pensei…”

Dhyva, não tenta pensar porque senão sua cabeça vai fundir. Não tente fazer algo que você não consegue, ou seus circuitos vão queimar. Eu não tento dirigir para não causar acidentes, não tente pensar se você não tem a capacidade de pegar as anotações que EU fiz e estudá-las a caminho de casa, como pedi. Não tente fazer algo que você não tem a habilidade para porque, senão, vai causar estrago.

“PeloamordeDeus, organize seus e-mails!!!” eu repeti pela milésima vez.

OK. Sei que perdi a paciência e não consigo nem mais escutar sua voz, mas cansei de ter que responder à mesma pergunta todas as semanas ou ter que dizer e repetir, a cada duas semanas, para que organize seus e-mails, afinal, não sou sua secretária. Acho que vou limitar o uso do meu nome a uma vez por semana porque, assim, só vou ficar irritada uma vez.

A verdade é que eu não gosto de gente folgada e preguiçosa. Entendo que cada um tem suas limitações e ninguém tem culpa delas. A culpa é por não tentar melhorar. Aprenda a organizar seus e-mails. Faça anotações e as estude. Leia o que foi ensinado antes de perguntar. E as pessoas folgadas e preguiçosas não o fazem porque querem que você forneça a informação, sem ao menos eles se preocuparem em buscar a resposta em suas anotações.

Comecei a fazer as anotações do que ensinava a ela. Passado um mês, perguntei se ela estava seguindo o procedimento que eu ensinei. Por causa da sua cara de bola-perdida, soube que não. Rodei os olhos. Mesmo. Teria torcido o pescoço dela. Não o fiz. Simplesmente disse “eu ensinei e passei para você por e-mail. Está aqui. Se eu faço esforço para ensinar, você tem que fazer no mínimo o dobro de esforço para aprender”. Cansei.

Outro dia, conversava com uma amiga. E dizíamos que as pessoas simplesmente não sabem pensar porque quando queriam saber alguma coisa quando crianças, seus pais prontamente dão a resposta: “onde deixo esse prato?”, a criança pergunta e os pais, na mesma hora, levantam-se de onde estiverem para colocarem o prato no lugar.

Lembro-me que quando perguntava à minha mãe o que significava uma palavra, ela dizia para eu buscar no dicionário. Quando lhe perguntava sobre alguma coisa, por exemplo, de onde vinham os meteoritos, ela respondi “busca a resposta em alguma das três enciclopédias que temos e me diz!”. Na época, aquelas respostas me deixavam puta irritadíssima, mas aprendi a pesquisar. Aprendi a buscar a informação que me interessasse e não esperar que ela caísse do céu, de forma mastigada. Aprendi a ser gente.

Não carrego ninguém nas costas e acho um absurdo quem ache que deva fazê-lo. Não nasci para ser babá de marmanjo, de pessoa crescida. Não quero ter paciência. Eu quero mais é tranquilidade.

Creative Commons License
Trotamundos by Tati Sato is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.
Based on a work at https://tatisatotrotamundos.com/”>

Anúncios

3 comentários sobre “Eu Quero é Paz!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s