El Nido

Pecado inaceitável foi eu jamais ter escrito sobre a viagem que fiz, em agosto, para El Nido. Esse pecado foi relembrado pela Graziela Deltreggia que me escreveu, outro dia, pedindo dicas sobre o lugar.

Não me entendam mal: adoro quando algum leitor do meu blog me escreve! Acho o máximo e me sinto super-valorizada! #TatiFeliz

El Nido é uma região que fica isolada no meio da ilha de Palawan e é muito visitada por turistas. Uma das ilhas de El Nido foi locação de algum dos Survivors ao redor do mundo e a região aparece na cena final de Bourne Legacy (A Legacia Bourne), com Jeremy Renner, Edward Norton e Rachel Weisz. Aliás, durante as filmagens de Bourne Legacy, todos eles estiveram em Manila (até o novo James Bond, Daniel Craig, esposo da Rachel Weisz, esteve aqui) e as gravações causaram um caos enorme em vários pontos da cidade. Enfim, de volta ao El Nido!

Chegar ao El Nido não é nada fácil. Lembra-se quando digo que costumeiramente vou usar dois adjetivos quando se tratam de viagens pelas Filipinas (de difícil acesso e absurdamente lindo)? El Nido se encaixa, com perfeição, nos dois. Não existe aeroporto na região: ou se vai de aeroplano (nem consigo imaginar quanto custa uma viagem dessas), ou se desce nos aeroportos de Puerto Princesa (ao sul de Palawan) ou Coron (ao norte) e se chega ao El Nido em van ou barco.

De Coron, se tem que pegar um barco e, aparentemente, demora 8 horas em mar aberto, com as ondas indo e vindo. Do aeroporto de Puerto Princesa, se pode alugar uma van (ou um lugar em uma van). Se você puder gastar PHP 12,000.00 (aproximadamente R$ 600,00, acho que era esse o valor) na ida e mais o mesmo valor na volta, gaste e alugue uma van particular. Como é um valor absurdo para termos filipinos, preferimos gastar menos (por volta de PHP 600, o que seria mais ou menos R$ 30,00) e ir com a galera.

O problema dessa viagem é que como é uma van “coletiva”, tentam levar a maior quantidade possível de pessoas: colocam quatro filas de bancos e jogam as malas embaixo dos assentos. Para um filipino de tamanho médio (que é baixo), é desconfortável, mas está bem. Para um ocidental com pernas grandes, não é nada confortável é um pesadelo estar em uma van dessas por 5 ou 6 horas, em uma estrada que é parcialmente asfaltada.

Como já estamos acostumados a viajar por essas bandas, o Jorge e eu nos encaixamos como peças de Tetris: pernas para cima, cabeça no ombro, ombro no colo, e assim vai (acho que dá para imaginar a cena). O problema era mover-nos e, quando tivemos que sair da van no meio do caminho (para um break), não conseguíamos mover as pernas… Enfim, toda a aventura vale para se chegar a um dos paraísos na terra.

Da estação de vans de El Nido, se pega um tryke (tricycle) que o levará ao hotel que foi reservado. Ficamos no El Nido Beach Hotel, em uma suíte de frente para a praia, e pagamos pouco mais de PHP 3,000.00 (ou R$ 150,00) por noite. Pela qualidade do hotel, o preço não estava mal.

Vista da varanda do quarto (El Nido Beach Hotel)

A maioria dos hotéis fica em frente à praia e em uma só avenida rua. Vale a pena reservar um deles pela localidade. Muitos bares e restaurantes ficam nas praias ou nessa mesma rua. Entre os restaurantes que fomos, destaca-se o Marber’s, com comida típica alemã (adoro o schnitzel), que fica em frente à praia. O Altrov’é é um restaurante italiano que fica no segundo andar, na rua dos hotéis e é gostosinho, embora tenha achado a pizza um pouco sem sabor.

Em várias lojas dessa mesma rua, se pode comprar os pacotes para os island hoppings, algo obrigatório a se fazer. Existem quatro rotas (A, B, C e D) que podem ser feitas em grupos ou privados. Os preços mudam (os privados são mais caros), mas a rota permanecerá a mesma. Caso você escolha um tour privado, tem a opção de trocar um lugar por outro, o que pode ser uma vantagem.

el_nido_tour_map_trotamundos_tatisato

Como faz meses que visitei o El Nido, acredito que tenhamos ido aos tours A (Secret Lagoon, Shimizu Island, Small Lagoon, Big Lagoons e Seven Commando Beach) e C (Hidden Beach, Matinloc Shrine, Talisay Island, Secret Beach e Helicopter Island). Estávamos em quatro e decidimos contratar tours privadas e, por isso, , trocamos o Matinloc Shrine (que é só uma mansão) por outra ilha (onde foi filmado um dos Survivors) e não pudemos ir a Secret Beach por causa do tempo: agosto ainda é época de tufões nas Filipinas e o mar estava bastante bravo (um tufão estava chegando às ilhas).

Este slideshow necessita de JavaScript.

No primeiro dia, visitamos o cenário de Bourne Legacy (a Big Lagoon). O lugar é impressionante e a formação rochosa das ilhas é de tirar o fôlego. Se pode fazer snorkeling (altamente recomendável) e passar alguns minutos bem agradáveis no local. No segundo, visitamos a Hidden Beach que, supostamente, foi o lugar onde inspirou o filme The Beach, com o Leonardo di Caprio, rodado na Tailândia. A Hidden Beach é linda, mas, porque ela fica por detrás de pedras, a água é parada (algo que não gostei muito) e tinha alguma coisa que picava, como micro-águas-vivas, e me fazia engolir água enquanto mergulhava porque eu gritava.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Snorkeling, aliás, é uma atividade incluída em todos os passeios. Se você fica mareado quando viaja de barco ou não gosta de nadar, acredito que, talvez, o El Nido não seja o lugar mais recomendável para se ir. Se você puder enfrentar seus enjoos marítimos para ver paisagens impressionantes, vá. Mesmo com o tempo de agosto, com o céu mais fechado, tudo era bem bonito.

Recomendo muito comprar os tours no momento que se chega ao El Nido. Como o almoço está incluído, reservar com antecedência dá a eles a oportunidade de comprarem o que tiver de fresco no mercado (frutas e peixes), na manhã do dia da excursão. Geralmente, os almoços servidos contêm frutos do mar (ou peixes) porque é o que se há de mais fresco nas ilhas, mas podem ter também liempo que é o churrasco local feito com a barriga do porco. Os nossos guias prepararam banquetes incríveis, com frutas frescas, verduras e frutos do mar, que fazem minha boca salivar até o momento.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Depois de alguns dias, voltamos a Puerto Princesa (onde ficamos uma noite no Marina de Bay, onde sempre ficamos) e, de lá, fomos a Malapascua, ao norte de Cebu. Isso fica para outro post, outro dia! =)

the_nido_in_el_nido_trotamundos_tatisato

O “nido” em El Nido! ❤

Creative Commons License
Trotamundos by Tati Sato is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.
Based on a work at http://tatisatotrotamundos.com”>

Anúncios

3 comentários sobre “El Nido

  1. Pingback: Então é Natal… 2013 em Retrospectiva | Trotamundos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s