Reflexão sobre o Amor no Portão de Embarque

portao_de_embarque_trotamundos_tatisato

Algumas vezes acho que o amor é um sentimento sub-valorizado. Penso nisso no instante em que me encontro junto ao portão de embarque, aguardando o meu vôo de volta às Filipinas. Acredito que nós não temos o (bom) hábito de dizer que amamos alguém que esteja próximo porque acreditamos que essa pessoa estará para sempre ao nosso lado mesmo que saibamos que o “para sempre” não existe.

Bem, digo isso com base na minha própria vida. Até a poucos anos, dizia “eu te amo” quando sentia que estava perdendo alguém. Mas hoje acredito que quando esse sentimento de perda aparece, a perda já aconteceu e não nos demos conta. De repente (embora não seja tão repentino assim), a pessoa se vai e nos deparamos com o vazio que ela deixou. Então, entra o sentimento de que as palavras haviam sido ditas sim, mas a dúvida aparece: será que elas não foram ditas muito tarde? Será que as atitudes condiziam com as palavras?

Ao sair do Brasil, ao me tornar uma cidadã do mundo, percebi que o sentimento de perda acontece com mais freqüência que imaginava. A cada despedida, a cada partida, meu coração se rompe um pouco por deixar pessoas que eu amo para trás. Se pudesse, levaria todos que eu amo junto comigo, onde quer que fosse. Mas hoje sei que seria egoísmo da minha parte exigir que todos deixassem suas vidas, seus destinos, para me acompanharem em minhas aventuras ao redor do mundo. Então me permito chorar quando tenho vontade, uso o skype de forma quase compulsiva e vivo o melhor e o mais intensamente que posso. Porque meus amigos e família querem que eu viva e seja feliz!

Hoje, a cada oportunidade, digo àqueles que eu amo o quanto eles representam para mim. E, ao mesmo tempo, tento demonstrar esse sentimento através de atitudes condizentes com esse sentimento. Quando posso, beijo e abraço meus pais, minha irmã, meus amigos e todos aqueles que têm um espaço especial no meu coração para que eles saibam o quão importante são e o quanto eles significam para mim. Tento (embora nem sempre tenha sucesso) aproveitar o momento sem pensar em um futuro que não existe ou no passado que já aconteceu.

Muitas águas passaram desde que eu parti. Vivi muitas experiências e aprendi algumas lições. Passei a me conhecer mais e a entender a importância de algumas coisas enquanto aprendia a me desprender de outras; afinal, alguns sentimentos não merecem ser cultivados ou mesmo relembrados. Como diria Paul McCartney, let it be…

Há aproximadamente um ano, tatuei as palavras “amor” e “aceitação” em tailandês. Amar e aceitar me pareciam as duas grandes lições que tinha que aprender em 2012 porque eu sentia que não aceitava algumas coisas que aconteciam na minha vida e, por isso, não conseguia amá-las. E para se amar, se tem que aceitar… Aceitar as pessoas (inclusive nós mesmos, o que, às vezes pode ser um pouco difícil…) e coisas exatamente como elas são, sem o desejo que elas mudem porque assim sempre aproveitaremos cada instante, sem desejar que o passado volte (afinal, nossas lembranças sempre tornam o passado melhor do que ele era) ou que um futuro idealizado chegue. Talvez tenhamos que simplesmente entender que vaso sempre vai ser um vaso, não importa o quanto queremos que ele se transforme em um prato.

Não deveríamos acreditar que as coisas são eternas e esperar que chegue a “hora certa” para que uma pessoa saiba o quanto ela é importante nas nossas vidas. Ao contrário do que nós, seres humanos, gostaríamos de acreditar, tudo tem uma data de validade. Então, enquanto os prazos de validade ainda não estejam expirados, deveríamos aproveitar o momento. E assim cada um de nós poderá saber o quão importante realmente somos na vida um do outro, sem rancor ou arrependimentos. Porque, no final, o amor é tudo que precisamos.

Creative Commons License
Trotamundos by Tati Sato is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.
Based on a work at https://tatisatotrotamundos.wordpress.com/

Anúncios

Um comentário sobre “Reflexão sobre o Amor no Portão de Embarque

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s